8 de dez de 2012

Vivemos em um mundo desesperado



Vivemos em um mundo desesperado.
Tão desesperado quando precioso
Tão errado quanto esperançoso.
Vivo em um mundo de caráter repugnável
um mundo do qual não se olha nos olhos
não se sorri com os lábios
não se beija com a boca.
Queria viver em Pasárgada, como diria Manuel. 
Queria viver na terra prometida, como diriam os judeus.
Queria viver em mundo diferente;
Onde ser desesperado não seja crime
Não envolva igualdades
Não envolva beijos
E muito menos, sentimentos.
Talvez não quisesse realmente viver.

Nenhum comentário:

Postar um comentário