7 de set de 2011

O passado com amor

Como esquecer antigos amores? Difícil.
Quando somos crianças, nós lemos e ouvimos histórias de casais que ficam juntos pra sempre e queremos aquilo pra nós mesmos também. (Pelo menos as meninas.) Quem nunca sonhou que era a cinderela, bela adormecida ou a branca de neve, né? O problema é que a gente cresce.
Nós crescemos, vivemos e enfrentamos o mundo e descobrimos maravilhas e histórias ainda mais impressionantes - pelo fato de serem reais. Então você deseja aquilo, anseia por aquilo. 
Até que vem um menino e rouba seu coração. Ele é sorrateiro, se faz de desentendido e quando vê você só pensa nele, em como contar pra ele e em como seria se não tivesse ele - o que te deixa preocupada. Ele se declara, você dá um sorriso. E então ele te beija. Aquele beijo calmo, surreal. Você está vivendo seu conto de fadas e nem sabia. O tempo vai passando e tudo vai dando certo (do seu jeito) e vocês estão cada vez mais unidos, porém, venho cá dizer: felicidade alheia incomoda. E incomoda de verdade. Então, mais sorrateiramente ainda as brigas vem se tornando constantes, fofocas vão se tornando maiores e mentiras são contadas, fatos são omitidos e a menina só sabe chorar. E o menino não sabe o que fazer.
Continuar, insistir? Devo realmente prosseguir?
Você insiste. Afinal, que conto de fadas não passa por um turbilhão de coisas ruins, né? Mas essas coisas ruins continuam e chorar não é mais tão agradável e você se pega pensando novamente: ''como seria sem ele?'' e acaba imaginando uma vida legal, diferente. Acaba imaginando que no final das contas ia ser feliz. Finalmente, quando se percebe isso, é a hora de dizer tchau e falar: ''nós ainda podemos ser amigos'' o que é MENTIRA. Vocês podem tentar, mas é impossível. Vocês tem toda uma história juntos e ser amigos seria como te dar um tapa na cara todos os dias. Ninguém gosta de tapas na cara.
O tempo passa. Já ouviu isso? Então, acredite. Aquele seu conto de fadas vai ter um outro príncipe, sério. 
O tempo já passou: Acredita que foram muitos meses longe um do outro - apesar das ligações dele? Apesar dele insistir em ser seu amigo, apesar de você ainda sentir algo por ele? Você superou isso de uma certa forma, só não se desvinculou, coisa tal qual é a parte mais necessária do processo. Se desvincular: Apagar fotos, apagar memórias: Não precisa ser totalmente, você deve guardar o que realmente precisar. Mas jogue o lixo fora, faça uma limpeza no seu coração e deixe tudo limpinho. Alguém está a chegar.
''Oi'' ele diz. Ele pergunta como você está, como foi o seu dia e o que você achou de tal filme. Você ri com ele, brinca com ele, anda com ele. Você pensa no seu ex fazendo essas coisas? Acho que não.
É ai que a tua ficha cai: você superou. Não totalmente, afinal, amores são eternos e únicos na sua essência, mas superou.
Até que o seu ex volta, te atrapalha todos os planos e te pede pra voltar.
Eu espero que você diga não. Porque? Se ele realmente te amasse, tanto tempo não teria passado e outras não teriam sentido o que você sentiu com ele.
O amor é complicado e a paixão é mais ainda. Não é realmente compreensível, mas ela deixa pistas de como lidar. 
No final do dia, encare os fatos: Outro quer estar em seu coração, é só você deixar. 
Deixe, prometo que não vai se arrepender.

Dedicado à Giovana Francisco. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário