19 de out de 2010

Eu gosto de você

"Eu gosto de sorrisos. De todos os tipos. Eu também gosto de abraços, apertos de mão, cafuné. Coisas que todo mundo gosta. Mas, eu também gosto de quando você me fala coisas alheias, quando conta sua vida, e me mostra o quanto ter medo é normal. Tenho medo de ter medo, eu acho.
Não gosto de celulares, nem de musicas eletrônicas. Não gosto quando você resolve dizer tchau. Nem quando você some.
Eu adoro quando você diz que me ama. E adoro ainda mais, quando você diz isso me abraçando.
Não gosto da tua ausência, nem dos seus palavrões. Mas gosto quando me anima, fazendo tudo que eu odeio e mais um pouco.
Gosto quando você diz que eu cozinho mal, quando eu te abraço e você diz que eu faço tudo errado. Mas odeio quando você resolve me jogar na piscina.
Não gosto do seu churrasco, na verdade, eu acho que nem gosto de você.
Mas, eu às vezes acho que não gosto tanto, que acabo gostando.
Por que eu gosto quando você me abraça, sorri pra mim e diz que me ama.
Só não acho certo você ter dito adeus, quando era para você ter dito até amanhã. É seu único defeito.
E quer saber de uma coisa? Eu não devia ter aceitado o adeus. Não devia ter aceitado você ir embora, e me deixar sem nada.
Eu nem sei se gosto mais das mesmas coisas. Não sei mais se eu quero ir ou ficar, sorrir ou chorar, se prefiro ouvir musica ou o silêncio.
Eu gostava quando você me dizia o que fazer.
Foi melhor assim, não foi? Talvez tenha sido.
Meu orgulho anda firme e forte, e os outros que se fodam.
Eu não ligo, não espero que você ligue, por que na verdade, você nunca nem me ligou.
Você não foi real.
Doce ilusão.
Eu ainda te espero. Ainda espero você dizer um oi animado, e dizer até amanhã.
E talvez eu espere isso para sempre."

Texto totalmente sem nexo. Inspirado em milhares de coisas, e mega dica: filmes antigos são os melhores. Para quem tem medo de ver, pode apostar que valem a pena.
Musica de hoje: Same Mistake - James Blunt

Nenhum comentário:

Postar um comentário